1 de nov de 2016

A gente vê na estrada - No interior do sertão

Xilogravura - 'Cair da tarde no sertão' do Mestre Érick Lima. Disponível em:http://casadocordel.blogspot.com.br/p/xilogravura-erick-lima.html

Mote: Poeta Mandacaru Verde
Glosa: Nivaldo CruzCredo

Menino tangendo cabraria,
Viralata da boca preta,
Boi brabo de careta,
Cobra preparando 'rudia',
Vaqueiro e a vacaria,
Besouro cavalo do cão
Cavando ligeiro no chão,
Casa velha abandonada,
A gente vê na estrada,
No interior do sertão.

Cancela, mourão, porteira,
Mata burro e passadiço,
Donzela sem compromisso,
Meninada em brincadeira,
'As vez' apostando carreira
Para chegar no riachão,
Carro de boi no oitão
Da fazenda esbranquiçada,
A gente vê na estrada,
No interior do sertão.

Venda de porta aberta,
Gerema, Palma, Facheiro,
Angico, Umburana e Juazeiro,
Curuja buraqueira, alerta,
Raposa descofiada e esperta,
Só observando um Cancão
Que canta e brinca no chão,
Muita lama na invernada,
A gente vê na estrada,
No interior do sertão.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui