29 de nov de 2016

Conheça a nova página dos pontos de cultura da Bahia!

Pontos de Cultura da Bahia

Toda comunidade tem um lugar onde a expressão cultural se concentra. Em toda a Bahia, homens e mulheres – ativistas, agitadores, agentes, artistas, produtores – fazem acontecer atividades culturais potentes que agregam pessoas, ampliam acessos, resguardam identidades, qualificam referências e impactam positivamente na cidadania de crianças, jovens e adultos. Os Pontos de Cultura da Bahia são o reconhecimento do Ministério da Cultura e da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia para estas frentes essenciais de atuação da sociedade civil.

Pontos de Cultura são entidades ou coletivos culturais que compõem uma base social capilarizada e com poder de penetração em variados territórios e comunidades, em especial nos segmentos sociais mais vulneráveis. Eles chegam com força aos grupos tradicionais, à juventude, dos povos indígenas à cultura digital, novos arranjos econômicos e produtivos. Toda uma parcela social cada vez mais fortalecida e integrante de uma nova economia que vem sendo inventada e experimentada por aqueles que encontram no fazer cultural uma alternativa de trabalho, vida e inserção social. Trata-se de uma política cultural que, ao ganhar escala e articulação, pode partir da cultura para fazer a disputa simbólica e econômica na base da sociedade.

NA BAHIA
A Bahia, em 2008, foi protagonista da primeira experiência de estadualização do então Programa Mais Cultura, que potencializou a Política Nacional de Cultura Viva. Naquele ano, lançou um edital que já contemplou 149 instituições.

Hoje, os Pontos de Cultura da Bahia encontram-se distribuídos em todo o estado e têm se expandido cada vez mais. Os dados de 2016 contabilizam uma rede com 270 projetos, 124 deles com parceria firmada na mais recente seleção, realizada em 2014, que garante um repasse total de R$ 180 mil para cada Ponto de Cultura, em três parcelas anuais. Este volume atual totaliza um investimento de mais de R$ 48 milhões na manutenção, dinamização, desenvolvimento e autonomia de atividades culturais das mais diversas. Os benefícios são inúmeros para milhares de baianos.


Fonte: Secult Bahia 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui