7 de nov de 2016

Luciano Calazans convida Saulo em estreia do projeto Baixo, Café e Ciranda


O músico inicia a celebração de seus 30 anos de carreira

Sempre celebrando a vida através da música e ultimamente com projetos para lá de ousados. Luciano Calazans estreia no dia 10 de novembro, às 20h30, no Teatro Café Rubi, o projeto “Baixo, Café e Ciranda”, uma série de shows em dueto com grandes nomes da música. O amigo e parceiro Saulo é o primeiro convidado do músico, que vai trabalhar no projeto apresentações originais e especiais que evidenciam o lado B da carreira dos artistas convidados e ampliam para o público o conhecimento das possibilidades do contrabaixo elétrico, além de evidenciar a pluralidade do trabalho artístico do anfitrião.

Saulo Fernandes é, além de um amigo querido de Luciano, alguém que ele já considera parte de sua história, característica que permeará a escolha de todos os artistas convidados do Baixo, Café e Ciranda. Além de música, o show contará com revelações de histórias de intimidade e da construção de uma geração da música brasileira. Luciano esteve e está em diversos palcos, ao longo destes 30 anos. 

Considerado o Jaco Pastorius brasileiro, vencedor de um Grammy Latino, dentre tantos outros prêmios e apontado pela revista Bass Player como autor de uma das 40 maiores linhas de baixo da Música Popular Brasileira pelo trabalho no disco “Eu, Tu, Eles”, de Gilberto Gil, Calazans tem vasta carreira. Dividiu o palco com Flávio Venturini, Marisa Monte, Ivete Sangalo, Lenine, Carlinhos Brown, Milton Nascimento, Fafá de Belém, Gilberto Gil, Salif Keita, Slanley Jordan e tantos outros. O seu nome consta na ficha técnica de mais de 500 álbuns gravados por artistas. Mas não para por aí. 

No desenvolver de suas habilidades, durante o tempo, descobriu-se, como diz, mais que músico, música. No currículo, coleciona trabalhos variados, trilhas e composições. Também é dele o primeiro disco de um Baixista produzido no Estado da Bahia: o Contrabaixo Astral. A serviço do que ele veio fazer no mundo – arte - Luciano é um inquieto. Responde como professor, tanto por muitos músicos hoje já consagrados quanto no Projeto TAMAR, onde desde 2010 desenvolve um trabalho com crianças da região de Mata de São João; responde como musico por um currículo vastíssimo; responde como produtor musical e diretor em diversas obras de artistas consagrados nacionalmente; e responde também como arranjador de grandes concertos sinfônicos e populares executados em Salvador e fora dela, inclusive pela OSBA e NEOJIBÁ. Em 2016, inovou e montou a sua própria Orquestra, a Soteropolifônica, nela também responde como maestro regente, além de gestor.

Maestro Azul, apelido dado pelo próprio Saulo à Calazans, pretende ainda tocar e iluminar através de sons a vida de tantas outras pessoas com sua abordagem original e completa da música por muitos e muitos anos, num formato parece, aos olhos do leigo, tão incompleto: apenas o contrabaixo. Neste dia 10 de novembro, em dueto com Saulo, promete reviver em palco Gonzaguinha, Caetano Veloso, e tantos outros, em meio à apresentação de inéditas parcerias dos dois, e de composições maravilhosas de Calazans. Um show único e reluzente, tal qual este encontro de feras, com gosto de aniversário de 30 anos de carreira.

Serviço: Baixo Café e Ciranda – Luciano Calazans e Saulo
Dia: 10 de novembro
Início: 20h30
Local: Café Teatro Rubi – Sheraton da Bahia
Ingressos: R$ 60
  
Enviado por Anne Pinto (Assessoria Press)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui