8 de nov de 2016

Museus e equipamentos do IPAC ampliam monitoramento com câmeras de segurança


Os principais museus públicos de Salvador, como o Museu de Arte Moderna (MAM) na Avenida Contorno, o Museu de Arte da Bahia (MAB) no Corredor da Vitória, e o Centro Cultural Solar Ferrão, no Pelourinho, dentre outros, terão o seu monitoramento 24h ampliado com novas câmeras de segurança, que serão adquiridas via licitação pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC). O sistema de monitoramento já existe em alguns equipamentos culturais do IPAC, como no Palacete das Artes, na Graça, o Passeio Público, no Campo Grande, e a Praça das Artes, no Pelourinho.

O objetivo agora é ampliar a instalação de câmeras no MAM, nas entradas e saídas dos estacionamentos do IPAC, no Pelourinho, como o da Praça das Artes na Baixa dos Sapateiros, o Pedro Archanjo, na Rua Inácio Accioly, e o Jubiabá, na Rua do Paço. Outras edificações, ocupadas pelo IPAC no Centro Histórico, como o setor de Conservação e Carpintaria do IPAC, na Ladeira de Saúde, e a diretoria de Projetos e Obras do órgão na Rua Saldanha da Gama, próximo ao Viaduto da Sé, também terão novas câmeras. A estratégia de escolha dos locais para instalação das câmeras conta com a avaliação da Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP). Os locais foram visitados pela equipe do IPAC acompanhada de representante da SSP, o secretário administrativo Tairon Coelho.

REQUALIFICAÇÕES“Contamos com parceria efetiva da SSP e Polícia Militar (PM) da Bahia, como quando instalaram as câmeras 360° (trezentos e sessenta graus) a cerca de 5 metros de altura e que atingem 800 metros lineares no Passeio Público, no Campo Grande, e na Praça das Artes, no Pelourinho”, explica o diretor geral do IPAC, João Carlos de Oliveira. Segundo ele, as câmeras são fundamentais para a segurança da população e integram as requalificações dos espaços públicos do IPAC. “Em setembro do ano passado (2015), o governador entregou o Passeio Público, e no último dia 11 (outubro/2016) reabrimos a Praça das Artes e três estacionamentos no Pelourinho, aumentando para 286 o número de vagas na região; a segurança desses equipamentos e seus frequentadores é imprescindível”, relata João Carlos.

No ano passado, quando da instalação da câmera 360° no Passeio Público, o coordenador de Projetos da SSP, Paulo Mascarenhas, informou que todas as imagens captadas por esses sistemas são repassadas para o Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR) da SSP, para a Coordenadoria de Missões Especiais (CME) da Polícia Militar (PM) e para o 11º Batalhão da PM. "No videomonitoramento existem instâncias para leitura e outras para a manipulação das imagens e, finalmente, para o tratamento da ação policial", afirmou Mascarenhas. Em junho deste ano, o comandante geral da PM, coronel Anselmo Alves Brandão, recebeu o diretor do IPAC no Quartel dos Aflitos, onde trataram de temas que incluíram o Passeio.

"Para gerir espaços públicos é fundamental articular e realizar parcerias, como estamos construindo com a SSP e a PM", complementa João Carlos de Oliveira. Conheça os Museus do IPAC: www.ipac.ba.gov.br/museus. Faça uma visita virtual a esses equipamentos do IPAC: https://goo.gl/HriC4J. Confira a lista dos bens culturais protegidos pelo Estado e União na Bahia: http://patrimonio.ipac.ba.gov.br. Para mais informações sobre projetos, programas e inaugurações do IPAC, acesse o site www.ipac.ba.gov.br, facebook Ipacba Patrimônio, twitter @ipac_ba e instagram @ipac.patrimonio.


Assessoria de Comunicação – IPAC
Jornalista responsável Geraldo Moniz de Aragão (DRT-BA nº 1498)
Coordenação de Jornalismo e Edição: Marco Cerqueira (DRT-BA nº1851)

Texto-base e entrevistas: Cecília Oliveira (estagiário Jornalismo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui