1 de nov de 2016

Sob lamento, prédio que funciona o "Pouso da Palavra" em Cachoeira é colocado à venda.

Com esta imagem divulgada no facebook e um texto emocionado prédio do Pouso da Palavra é colocado à venda. 



Um dos espaços culturais mais interessantes da Bahia, o Pouso da Palavra, na cidade de Cachoeira, Bahia, coloca placa de venda. 


É uma notícia muito triste ver que um espaço que poderia ter ajuda e incentivo pra continuar funcionando e desenvolvendo o papel principal par o qual foi criado, sob risco e ameaça de acabar e de certa forma sepultar todo trabalho feito pelo poeta, escritor e artista Damário da Cruz. 

Apelamos para que as autoridades intervenham e não deixem isso acontecer, assumam a manutenção do espaço, e mantenha vivo este que com certeza é um dos cartões postais, não só de Cachoeira, como também de todo recôncavo baiano. 

Vale lembrar que em maio do 2013 já estávamos alertando para este risco (relembre)

Penso que os artistas baianos como um todo podem também se unir, afim de evitar que este importante espaço acabe! 

#SOS_POUSO_DA_PALAVRA 

#NÃO_DEIXEM_O_POUSO_DA_PALAVRA_FECHAR 



Emerson Azevedo (Editor chefe de Terra de Lucas)


Leia na integra o post. 



"Pouso da Palavra compartilhou a própria foto.



Chega uma hora que até os mais guerreiros reconhecem que a situação é complicada e é preciso buscar outros rumos. Uma das notícias mais tristes de compartilhar dos últimos tempos.
Só quem está perto sabe o quanto se tentou viabilizar para que isso fosse adiado. Mas infelizmente não basta apenas sonhar, é preciso também pagar contas.
O casarão não é só um imóvel que está sendo vendido por incapacidade financeira de manutenção, o Pouso é um santuário das artes, um local idealizado para reunir pessoas, para projetar artistas locais e ouso a dizer que um dos grandes atrativos de Cachoeira. Idealizado por Damário Dacruz e vivido por todos que por lá passaram, principalmente por seus resistentes escudeiros tocados por Ro e Cal.
Uma pena que noticias como esta tenham que ser dadas, que lugares como este desapareçam e que a gente fique um pouco mais órfão de Damário.
Foram 10 anos com ele no comando e mais 6 com sua turma e familia tocando seu ideal. Muito? Nada. Foi muito pouco para o que se desejava e menos ainda para o que se poderia contribuir para a cultura local.
Divulgo o anúncio de venda, mas confesso que lá no fundo vou continuar rezando pra que seja só um susto e outra solução seja encontrada.
- Márcia Liguori"

Fonte: Pouso da Palavra (facebook)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui