24 de jan de 2017

Zadir Marques Porto um nome de excelência na comunicação feirense

Zadir Marques Porto: Seriedade a toda prova | Foto: Tabuleiro da Maria 

“Dizem que toda unanimidade é burra. Burrice mesmo é pensar dessa forma, porque a unanimidade existe, sim. E em Feira de Santana ela atende pelo nome de Zadir Marques Porto, o mais versátil profissional de comunicação que já atuou por estas bandas, transitando com a mesma seriedade em todos os segmentos, do rádio à música, do jornal à literatura.

Lá pelos idos de 1977, quando eu cursava Redação no Colégio Estadual, Zadir já era um conceituado jornalista, responsável pela sucursal do Jornal A Tarde. Tive o privilégio de tê-lo como orientador no período de estágio e com ele aprendi toda a essência da profissão, principalmente os valores que devem nortear o exercício profissional na área de comunicação.

Aparentemente sisudo, Zadir é um das pessoas mais bem humoradas que conheço. Mas tudo para ele tem que ser na medida certa, até o senso de humor. Só não há medida para a seriedade profissional, o cuidado com a escrita e a criatividade enquanto compositor. Sim, o velho Zamar (como o chamo ainda hoje) é poeta! Compõe e canta.

Nem é preciso dizer que ele não pensa em se aposentar, porque sempre fez do jornalismo a sua vida – o pessoal do Jornal Folha do Norte que o diga! Atualmente, Zadir divide o tempo entre a editoria do jornal, a produção do programa Linha Direta com o Povo, ancorado pelos radialistas Dilson Barbosa e Luiz Santos, na Rádio Sociedade, e suas incursões na música.

Isso é só uma breve citação do que o homem de comunicação Zadir Marques Porto representa para a cidade e para todos aqueles que convivem com a sua irretocável conduta profissional. Podem até dizer que sou suspeita para falar/escrever. E sou mesmo, porque divido com ele o mérito de meu sucesso como jornalista e professora de Literatura e Línguas Francesa e Portuguesa. Preciso dizer mais alguma coisa?”



Madalena de Jesus (Jornalista e professora)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui