16 de fev de 2017

Ademar e banda 'Furta Cor' na contramão do Axé Music (Final)


Depois do sucesso da música 'Frenesi', no Carnaval de 1987, Ademar e a banda 'Furta Cor' entraram em estúdio para gravar o que viria a ser o disco de maior sucesso do grupo, 'Amor e Laser'. Reformulada, a banda passaria a contar também com um vocal feminino, da cantora Tânia Luz, “uma das artistas mais injustiçadas da música baiana. Ela canta muito e nunca teve o talento reconhecido”, diz Ademar.
Ao lembrar de como surgiu o nome artístico da cantora, conta, às gargalhadas, que foi numa entrevista à jornalista Maria de Fátima Dannemann. “Fui questionado sobre o sobrenome dela. Perguntei a Tânia e ela me sussurrou Nunes. Eu entendi Luz e ficou Tânia Luz”.
Os dois dividiram os vocais da música 'Amor e Laser', oito meses nas paradas de sucessos das rádios FM de Salvador. Mais uma vez, Ademar e a banda 'Furta Cor' seguiam o caminho contrário dos outros grupos de Axé. A canção, de autoria de Carlos Pita, nada tinha a ver com os ritmos da época. É uma balada romântica, que poderia ter sido gravada por qualquer 'menestrel' da MPB.

Fonte: Revista Livre 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui