7 de fev de 2017

Quixabeira da Matinha grava CD na festa do distrito

Festividade marcou os nove anos de ascensão da comunidade | Foto: João Mascarenhas


Um dos grupos da cultura de raiz de maior expressão na região, a Quixabeira da Matinha, fundado em 1989 por trabalhadores rurais, gravou CD ao vivo, na noite deste domingo, 05, durante o encerramento das comemorações pela criação do distrito da Matinha. A festa durou dois dias, marcando 9 anos de ascensão da comunidade com shows artísticos de diversos gêneros musicais.
 
A noite foi de muito samba de roda e de resgate da mais tradicional cultura de raiz. Tendo à frente Dona Chica no pandeiro, viúva do fundador do grupo e famoso sambador baiano Coleirinho da Bahia, e como vocalista Guda Moreno, presidente da Associação Cultural Coleirinhos da Bahia e coordenador da Associação Sambadores do Estado da Bahia, a Quixabeira da Matinha sacudiu o terreiro colocando o público para dançar.
 
A inconfundível sintonia entre cavaquinho, viola e instrumentos de percussão, a exemplo do pandeiro, deram o ritmo à musicalidade da Quixabeira, que faz referência à divindade, às crenças religiosas, à valorização da terra, ao samba e a cultura regional.
 

Fonte: Secom / PMFS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui