27 de mar de 2017

III Encontro Regional de Beleza e Estética apresenta inovações para segmento



Entre os dias 21 e 22, empreendedores de Feira de Santana e região aprenderam sobre práticas sustentáveis sem desperdício e meios de se posicionar melhor no mercado

Vívian Rodrigues

Criatividade e capacidade técnica para lidar com o empreendimento e seus clientes foram alguns pontos destacados durante o III Encontro Regional de Beleza e Estética, realizado em Feira de Santana nos dias 21 e 22 de março. O evento resultou da parceria do Sebrae com o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) e a Associação Comercial de Feira de Santana (Acefs).

Animada com a realização do evento voltado para o setor em que atua, a empresária Sandra Estrela afirmou que as apresentações superaram as suas expectativas. “Achei muito interessante a questão da sustentabilidade, vi nisso um projeto que a gente deve implantar no nosso segmento. O aspecto sensorial eu já venho implantando no salão, mas adorei o que aprendi aqui, ouvi novas dicas e vou passar isso para a frente, executando”, disse Sandra, que atua na área há mais de 30 anos.

Uma das palestrantes foi a esteticista idealizadora do método HairSize, Fabiana Gondim, que mostrou aos empresários como reinvestirem no próprio negócio a partir da redução de desperdício. Custos invisíveis, falta de padrão nos processos, ausência do controle de fluxo de caixa e agenda mal gerenciada são alguns aspectos que geram custos extras para um salão de beleza e são diagnosticados pelo método. “Trata-se da perenidade de uma empresa. Estamos muito preocupados em você não abrir o negócio e fechar com pouco tempo ou estar desgastado no seu dia-a-dia. O HairSize vem trabalhar aspectos reais, vivenciados na rotina do salão, para que o empresário consiga absorver o conteúdo e, no outro dia, já poder reduzir o seu desperdício em 30%”, destacou Fabiana.

Linguagem, compreensão e consumo. Estes foram os temas da apresentação do designer José Luiz de Paula Junior, mostrando como fatores sensoriais e emocionais contribuem para a motivação de um cliente ao entrar no salão de beleza. “A postura diante de algumas situações é o que determina a força da sua marca. O nome não tem valor monetário, a marca, sim. E o que você faz com isso?”, questionou aos participantes.

As oficinas realizadas no segundo dia do Encontro também atraíram a atenção de profissionais de Feira de Santana e região. Técnicas criativas de visagismo foram apresentadas durante a manhã, quando os participantes puderam aprender o conceito e a aplicação prática da técnica que objetiva oferecer ao cliente um serviço customizado e adequado às suas expectativas. A tarde seguiu com a apresentação de uma palestra sobre marketing e o relacionamento com os clientes. E, por fim, soluções inovadoras do Sebrae foram detalhadas para os participantes.

“É importante o profissional saber e dominar esses conhecimentos, senão ele é ultrapassado. Tudo que os palestrantes falaram aqui é uma realidade, é tudo que o dono do salão precisa implementar para ter sucesso no futuro”, afirmou a empresária Anna Reis, que trabalha há dez anos no segmento.

O técnico do Sebrae, Luiz Eduardo Xavier, destaca a oportunidade de compartilhamento de informações e o aprendizado proporcionado pelo Encontro, que integra o Sebrae Conecta. Na oportunidade, ele mencionou os próximos passos para atuação junto ao segmento. “Conquistamos um sucesso muito grande não só com o resultado das palestras e oficinas, mas, principalmente, pela perspectiva de aplicarmos o Método de Acompanhamento do Desempenho Empresarial (MEDE) com empresas do segmento até janeiro de 2018”. A estimativa é acompanhar de 15 a 20 empresas e, posteriormente, programar missão empresarial e consultorias.

Fonte: Agência Sebrae de Notícias Bahia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui