12 de mar de 2017

Violência doméstica é debatida no HGCA


Apesar de todas as informações e mobilizações contra a violência doméstica, lamentavelmente, os casos são recorrentes e mais comuns do que se pensa. De acordo com dados da Vigilância Epidemiológica do Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA), em 2016, foram atendidas 304 pessoas vítimas de violência doméstica,  sexual e outras violências na emergência do HGCA. Deste total 211 eram mulheres, ou seja, 69% dos casos. Para debater estes e outros assuntos, a direção do hospital e o Núcleo de Gestão do Trabalhador em Saúde (NUGETS), promoveram uma palestra sobre violência contra a mulher e uma mesa redonda sobre sexologia.

As atividades foram realizadas no auditório do HGCA e corredor principal da unidade, em alusão ao Dia Internacional da Mulher (8 de março). Segundo o diretor-geral do HGCA, Dr. José Carlos de carvalho Pitangueira, 75% dos funcionários do hospital são do sexo feminino. “Vocês são a maioria aqui no hospital e por isso merecem nossa homenagem e respeito sempre”, disse.

Ainda como parte das comemorações e com o objetivo de valorizar às mulheres que trabalham na unidade, foi realizada a exposição fotográfica: “Passe batom e arrase em seu dia” do Professor da UEFS, Dr. Balmukund Niljay Patel. O encontro contou com a presença das sexólogas Manuela Andrade, Raquele Carvalho, da palestrante Patrícia Martins, funcionárias de diversos setores, além de representantes das diretorias Administrativas, Geral e de Enfermagem do HGCA.


Fonte: Ascom/HGCA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui